Das inseguranças impostas
Dos amores sem respostas
Do beijo sem saudade
Senti


Transcende teu amar
Teu nome a grifar
Amor
Louco
Sincero
Prospero
Bem estar



Confia-ti
Raio de luz de compreensão
Minha caneta como guia
Mostre a direção da poesia
E me deixe dançar
Na chuva de melancolia



Marcada
Seja pelo inofensivo do sei beijo
Ou misto do seu ficar
Estar
Permancer
Acreditar que era pra ser



Sem pressa
Mantendo na memória
O silencio de quando tu foi embora
Não vá
De novo
Não se perca
Em desaforo
Não deixe
A garota que você deixou para trás
Partir.


2 Comentários

  1. Raíssa, sinto a sua falta por aqui, sei que a vida deve estar corrida e que nem sempre dá tempo de postar ou escrever, mas saiba que adoro muito seus escritos, são todos perfeitos e maravilhosos, saudades <3
    www.luaintensa.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Que poesia linda! No momento, não estou amando ninguém, mas, o seu texto me fez suspirar com a ideia de amar<3 Adorei!Ou melhor, amei! Bjss
    https://thedesencantada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir